Onça pintada ataca e mata jacaré no Pantanal

.  
Na lista dos animais ameaçados de extinção, divulgada pelo Ministério do Meio Ambiente, a onça-pintada se transformou em símbolo de ações de preservação. Considerado o maior felino do continente americano, a espécie se concentra principalmente no Brasil. O país busca trabalhar num programa internacional de conservação da espécie que abrange todos os países onde ela ocorre.

Segundo especialistas, um dos principais desafios da preservação da espécie é a perda de território e o comprometimento do habitat natural da onça-pintada, já que muitas das áreas foram afetadas pelo desmatamento. A transformação do ambiente natural da espécie em atividades agropecuárias ou pastagens nativas é crítica para o animal. 

 

 Equilíbrio dos Ecossistemas


 .
Os grandes predadores, no caso dos felinos, desempenham um papel ecológico considerado fundamental no equilíbrio dos ecossistemas. Eles são os chamados "topo de cadeia alimentar", agem como "reguladores". Esses animais atuam na regulação do tamanho populacional de outras espécies. Por isso, a ameaça de extinção da onça-pintada pode contribuir para um crescimento desenfreado da população de outros animais, como veados e porcos-do-mato por exemplo.

 A onça pintada é geralmente, solitária 


A onça pintada tem uma mordida excepcionalmente poderosa, mesmo em relação aos outros grandes felinos. Isso permite que ela fure a casca dura de répteis como a tartaruga e de utilizar um método de matar incomum: ela morde diretamente através do crânio da presa entre os ouvidos, uma mordida fatal no cérebro.
Ela é um superpredador, o que significa que está no topo da cadeia alimentar e não é predada no ambiente em que vive.

Após matar a presa, a onça arrasta a carcaça para alguma capoeira ou outro lugar seguro. Começa a comer pelo pescoço e peito, em vez de começar pelo ventre.

A onça pintada foi extinta nos Estados Unidos. Hoje vive no México, na América Central e em quase toda a América do Sul.

Onças pintadas do Pantanal são as maiores já encontradas nas Américas 

.

Um macho adulto pode medir até 3 metros de comprimento e pesar 150 kg.


"A onça pintada se assemelha ao leopardo fisicamente, se diferindo desse, porém, pelo padrão de manchas na pele e pelo tamanho maior. As características do seu comportamento e do seu habitat são mais próximas às do tigre. Pode ser encontrada principalmente em ambientes de florestas tropicais, mas também é encontrada em ambientes mais abertos. A onça-pintada está fortemente associada com a presença de água e é notável, juntamente com o tigre, como um felino que gosta de nadar.

O felino é conhecido dos biólogos da região e é chamado por eles de "Mick Jaguar" ("jaguar" é o nome em inglês para onça-pintada). Mick teria cerca de 125 kg, segundo a agência Caters. Black registrou desde o momento em que o felino se espreitava pelas águas até chegar ao banco de areia onde estava a presa até o momento em que o felino ataca o réptil. "

Ele levantou o jacaré de 70 kg do chão e trotou até a água como se fosse um cãozinho com um osso", diz o fotógrafo

Clique nas imagens para abrir: Efeito LightBox  e em NEXT para ver a próxima imagem



.
Justin Black é um fotógrafo de natureza, escritor e foto oficinas organizador, e um membro da filial da Liga Internacional de Fotógrafos de Conservação (ILCP).

O fotógrafo americano Justin Black, que costuma registrar a vida selvagem, flagrou um momento inusitado, durante visita ao Pantanal (Brasil). Uma onça usou as habilidades de ataque do jacaré, entrou em um rio e surpreendeu a presa pelas costas, sorrateiramente. A vítima foi exatamente um jacaré. As fotografias de Justin foram publicados por revistas como a National Geographic Adventure, Serra , Pôr do sol , americano Foto, Fotógrafo Outdoor, Rock & Ice , e Nature Conservancy.
,

Abaixo, o vídeo impressionante do ataque que o National Geographic postou em seu canal:

 
.
A mesma caçada agora vista em maiores detalhes.


.
Visite também a página sobre sobre a onça pintada e fique sabendo mais sobre seus hábitos de vida, reprodução, amamentação, vida adulta, extensão territorial. As mães são cuidadosas e criam seus filhotes até 2 anos de vida quando eles atingem a idade adulta.

 Clique na imagem e cheque até lá, você vai gostar. Quer ouvir seu urro ou esturro?  Pois siga esta trilha.
.


.

3 comentários:

  1. Oi senhora Elma eu gostaria de perguntar sobre a foto que está em seu blog trata-se das jaguatiricas eu fiz uma arte com estas fotos e gostaria de saber se posso usar las ou é seu trabalho e gostaria de vender o direito de uso das fotos.
    Espero respostas e se tiver algo contra estarei tirando as fotos do meu imail certo de
    ser atendido muito obrigado alex gomes ocelotnatur

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ocelotnatur tours ocelotnatur

      Creio que você poderá usar das fotos, eu as colhi na internet e não vi nenhuma restrição quando ao seu uso. As vezes os fotógrafos fazem restrições em relação de suas fotos para fins comerciais. Só não devemos esquecer de dar o crédito ao autor das imagens.
      A primeira foto não consegui identificar o autor.
      Até a próxima.

      Excluir
  2. Elma seu trabalho e as fotos estão muito bonitas parabéns

    ResponderExcluir

Obrigada por sua presença no Caliandra do Cerrado.
Espero que esse espaço tenha sido útil para você. Os artigos apresentados são frutos de pesquisas e informações colhidas na web, artigos acadêmicos, livros que após um estudo coerente entre as informações que mais se igualam sobre os temas, são selecionados para as postagens.
.

Fique a vontade e se puder deixe seu comentário. Um abraço

Elma