Pau-papel do Cerrado

.

Pau-papel (Tibouchina papyrus)



O pau-papel é endêmico do Estado de Goiás, sendo encontrada nas Serras Dourada, em Mossâmedes e dos Pireneus, em Pirenópolis. Curiosa pela textura de seu caule, cativa e atrai o interesse de todos, além de representar a típica arquitetura das plantas do Cerrado.
Sancionada por lei em 1972, é a planta símbolo representativa do Estado de Goiás.

É uma planta ornamental que apresenta floração abundante com flores alvas e casca do tronco escamado em lâminas finíssimas parecendo papel de seda.

O Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro ocupando 21 % do território nacional, o que representa uma área de quase 2 milhões de km².
O Cerrado possui uma alta biodiversidade, com cerca de 160.000 espécies descritas, incluindo plantas, animais e fungos. O número de arbustos e árvore do Cerrado sensu scricto pode exceder a 800 espécies, das quais 40% são endêmicas. Ao lado da Floresta Atlântica, é considerado um dos ecossistemas mais ricos e ameaçados do Brasil, principalmente pela expansão da fronteira agrícola, no entanto, pouco se sabe a respeito da diversidade genética das espécies e como ela está organizada especialmente.

 Tibouchina papyrus - Pau papel do Cerrado
Serra Dourada - GO

É nessa região que é encontrada esse arbusto de até 3m de altura, muito peculiar que tem sido alvo de vários estudos pelos botânicos.
Pertence a familia Melastomataceae (a mesma da quaresmeira).

"Sua área de ocorrência natural é restrita e se limita aos campos rupestres do cerrado, nas regiões da Serra dos Pireneus em Pirenópolis, GO, Serra Dourada em Goiás, GO e em Natividade, TO (Almeida et al. 1998, Montoro  Santos 2007). Alguns trabalhos sobre a fenologia e a reprodução de T. papyrus (Montoro  Santos 2007, J. T. Chaves Filho, dados não publicados), sugerem que a espécie é xenógama facultativa, o que explica a baixa formação de frutos a partir de autopolinização (12%), tendo uma maior formação de frutos por polinização cruzada (45%)". Fonte aqui.



 Tibouchina papyrus - Pau papel do Cerrado   Tibouchina  papyrus- flores
flor do pau papel_ Tibouchina  papyrus
 Tibouchina papyrus - Galhos do Pau papel do Cerrado


Fotos: Euler Tavares de Oliveira, abnestair, Ismael Martins, João de Deus Medeiros


Veja também "Cidade de pedras" na Serra dos Pirineus na região de Pirenópolis, clicando na imagem abaixo.

3 comentários:

  1. Elma,
    Que Lindo!!!!!!Você descobre cada coisa, heim? Vamos conhecer isso de perto? Gosto demais de seu blog, é um espaço interessantíssimo que nos enriquece muito. Obrigada.
    beijo
    Jane

    ResponderExcluir
  2. Muito bonito e as flores lembram mesmo as da quaresmeira. O tronco é um caso a parte.
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Acho que estou reconhecendo essa flor... :D

    ResponderExcluir

Obrigada por sua presença no Caliandra do Cerrado.
Espero que esse espaço tenha sido útil para você. Os artigos apresentados são frutos de pesquisas e informações colhidas na web, artigos acadêmicos, livros que após um estudo coerente entre as informações que mais se igualam sobre os temas, são selecionados para as postagens.
.

Fique a vontade e se puder deixe seu comentário. Um abraço

Elma