Onça-parda - Suçuarana



Esta espécie está ameaçada de extinção, devido a caça clandestina e a destruição de seu habitat. A suçuarana é o maior dos pequenos gatos, variedade de adultos de 60 até 75 kg, com animais que conseguem pesos excepcionais de até 100 kg. A origem da família Felidae ocorreu na Ásia há aproximadamente 11 milhões de anos. Está presente em todos os biomas brasileiros (Amazônia, Cerrado, Caatinga, Pantanal, Mata Atlântica e Campos Sulinos) e possui adaptação a diversos tipos de ambientes e climas, de desertos quentes aos altiplanos andinos e florestas tropicais e temperadas, tanto em áreas de vegetação primária quanto secundária.


Puma, Onça Parda (Felis Concolor) os índios tupis o chamam de "suçuarana" que quer dizer da cor do veado é o segundo maior felídeo neotropical, menor apenas que a onça-pintada. Chega a atingir 1,08 m de comprimento, mais a cauda que é longa medindo até 0, 61 m e 63 cm de altura. Seu pêlo é em geral bege-rosado, pode ser cinza, marrom ou cor-de-ferrugem. O comprimento do pêlo varia conforme o habitat - vai de curto a muito longo e apresenta-se nos subsistemas de campo, cerrado, cerradão, mata e mata ciliar.
Apesar de seu grande porte, a onça parda é mais aparentada com os gatos do que com a onça-pintada. Sua voz é um miado e não o poderoso esturro do jaguar. Embora as suçuaranas sejam semelhantes ao gato doméstico, têm aproximadamente o tamanho de um ser humano adulto. Um macho adulto pode pesar até 50 kg.

Casal de onça parda
Entre os felinos é um dos melhores saltadores, podendo saltar para o chão, de alturas de até 15 metros, pode dar também saltos de até 6 metros de extensão isto facilita sua caça que é muito variada, pois habita territórios vastos. Caçam desde pequenos roedores até mamíferos de grande porte (capivaras, veados, catetos, aves e répteis). Suas garras são muito longas.
É um animal solitário, terrestre. Sua atividade é noturna. O seu território compreende áreas de 65 km2, necessita no mínimo 20 km2 para sobreviver. Os machos toleram-se e evitam-se.

Onça parda e seu filhote
O período de gestação é de 84 a 98 dias, com ninhada de 2 a 4 filhotes, nascem com 220 - 440 gramas. O filhote é pintado, depois de alguns meses a cor do pêlo fica uniforme.
Do que se conhece sobre o comportamento das onças-pardas, sabe-se que assim os filhotes atingem um ano e meio de idade, eles são "expulsos" pela mãe para que conquistem seu próprio território de sobrevivência. Ao seguirem sua rota rumo à independência, as jovens onças precisam de extensas áreas para seu deslocamento e a caça de alimentos.

A onça parda não urra, ela mia, rosna ou roronna

Ao contrário de outros grandes felinos, a suçuarana não urra. Sua vocalização está muito mais próxima dum miado do gato doméstico.

Ouça seu miado

video

.
Se quiser baixar clique AQUI

A expectativa de vida é calculada entre 9 a 13 anos no ambiente selvagem e até 20 anos no cativeiro.
Perigo: quando sozinha, geralmente não oferece risco aos seres humanos, mas, quando com filhotes, qualquer contato deve ser evitado. Nunca deve ser acuada. Aconselha-se ao eco-turista, caso aviste a onça parda durante uma caminhada, afastar-se muito lentamente, sem dar as costas para o animal.
.
Onça parda (Suçuarana). Cuidados ao se deparar com uma.
O pensamento básico é: se fugir, a onça pode lhe atacar por instinto, pois a caça sempre foge da onça; em caso de aproximação excessiva a onça poderá se sentir ameaçada e atacar para defender-se. Evite também o contato olho a olho, pois é uma forma de intimidação.

O avanço das áreas urbanas e da fronteira agrícola sobre os remanescentes de espaços selvagens, principalmente nas regiões Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, força um contato entre as onças e os humanos, quase sempre em desvantagem para os felinos avalia o veterinário do Cenap (Centro Nacional de Pesquisa para Conservação de Predadores). O centro é a referência brasileira em casos de conflito entre os carnívoros e as populações humanas urbanas e rurais.


.

Conheça a Jaguatirica ou gato-do-mato, um outro gênero do grupo de felineos brasileiros e que vive também no Cerrado.

Clique na imagem a baixo e entre na página



.

13 comentários:

  1. Lindo e esclarecedor teu post. Pena que isso esteja acontecendo.

    Lindo animal!beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. EI ELMA,

    saudades de vc!!!

    muito lindo seu post, além de bem elucidadtivo!
    adoro gatos... sejam eles de q espécie for!!!

    E essa aí é uma bela onça!!!

    bjão

    ResponderExcluir
  3. Olá Elma, tudo bom!
    Muito obrigado pelo comentário! foi com grande alegria que o recebi! O Assunto é serio e merece nossa mobilização! Mais uma vez obrigado! E seja sempre bem vinda!

    ResponderExcluir
  4. Elma, quanta coisa aprendi neste post. Não sabia que a onça e o puma são a mesma coisa, nem todos os detalhes sobre seu modo de vida. Realmente quando morava no interior quando atravessávamos "picadas" na mata nos diziam para tomar cuidado com as onças, embora não acredito que houvesse alguma por lá. Mas nos eventuais contatos que elas tem com os humanos, são elas que saem perdendo, como disse o veterinário que você citou...
    Beijos e uma boa semana para você.

    ResponderExcluir
  5. não sei como é que há gente a deixar que isto aconteça... ela é linda de facto.

    beijo

    ResponderExcluir
  6. Quero um gatinho desse!

    Bela postagem, como sempre.

    bjs

    ResponderExcluir
  7. belas fotos em eu quero uma onça ou uma suçuarana dessa ate um gatinho muito fofo bjim chique para quem montou em Araxá continue assim

    ResponderExcluir
  8. fiquei com medo so de olhar credo

    ResponderExcluir
  9. to apavorada em algumas regioes estao soltando muitas oncas tenho medo delas aqui e o mesmo anonimo do dia 30 de agosto tomem cuidado o guarda florestal estao botando microchipes nas oncas cuidado beijos

    ResponderExcluir
  10. Muito bom. Parabéns pela postagem. Sou um admirador da fauna silvestre e gosto especialmente da suçuarana. Já avistei uma no meu sítio e ela já fez muitas visitas ao galinheiro. Me sinto privilegiado por isso. Mas a realidade que os humanos não as toleram e há na verdade muita matança clandestina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Walter Borges

      A suaçuarana como animal silvestre vive em regiões onde a vegetação é farta e na busca por alimentos, começa a matar os animais domésticos, assim como a onça pintada que ataca criações maiores como o gado, de preferência os bezerros para desespero dos fazendeiros.

      É a lei da sobrevivência

      Excluir
  11. Problema maior e o desmatamento e não a caça, pois ninguém vai caçar onça mas porco, capivara , paca, cutia, etc.. Menos onça. Bando de gente mal entendida! O desmate e a maior causa, demolir a casa de vcs e plantar arvore e a solução, pois ate a raça humana já está entrando em extinção.

    ResponderExcluir

Obrigada por sua presença no Caliandra do Cerrado.
Espero que esse espaço tenha sido útil para você. Os artigos apresentados são frutos de pesquisas e informações colhidas na web, artigos acadêmicos, livros que após um estudo coerente entre as informações que mais se igualam sobre os temas, são selecionados para as postagens.
.

Fique a vontade e se puder deixe seu comentário. Um abraço

Elma