Em extinção: Veado-campeiro

.
Veado-campeiro
  • Nome científico: Ozotocerus bezoarticus
  • Classe: Mammalia [mamífero]
  • Ordem: Artiodactyla
  • Família: Cervidae

.
.
O veado-campeiro é uma das espécies de cervídeos que ocorrem no Brasil, principalmente em grandes áreas de campos, desde o sul da Amazônia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, até o alto São Francisco em Minas Gerais, chegando também ao Rio Grande do Sul. Em quaisquer das suas áreas de ocorrência, as populações estão isoladas e em declínio. A espécie está ameaçada de extinção, principalmente pela destruição do habitat e caça ilegal e indiscriminada. Sua altura varia de 1,20m a 1,45 m, pesando de 30 a 40 kg. O comprimento do corpo com a cabeça varia de 1,1m a 1,3 m, e a cauda vai de 10cm a 15 cm. ( Wikpédia)

Homem ameaça 18 espécies do cerrado e entre elas está o Veado Campeiro.
Nova listagem do IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente - mostra que a caça e o desmatamento do segundo maior ecossistema brasileiro ameaçam 18 espécies de mamíferos da região O Brasil é o campeão mundial da categoria, abriga 525 espécies de mamíferos, mais de 40% vivem nas matas e campos do cerrado.
Embora protegido por leis, o veado-campeiro vai escasseando nos campos brasileiros, onde era tão abundante algumas décadas atrás. O principal motivo não está na deficiência das leis, mas na dificuldade de aplicá-las na repressão à caça clandestina.

São bichos de índole caprichosa, e rigorosos com sua dieta. Alimentam-se essencialmente de gramíneas, e desprezam os capins mais adequados para o gado. Porém se alimentam também de outras espécies que quase nenhum outro animal come como o alecrim-do-campo, o assa-peixe, o capim-favorito, vagens de barbatimão e flores.
Durante o dia permanecem escondidos em meio à vegetação. Quando vivem em lugares onde não há perseguição, é possível observá-los durante o dia, especialmente à tardinha.

São ágeis, elegantes e deslocam-se com grande velocidade, principalmente em fuga, podendo correr a 70km/h e pular obstáculos sem diminuir a velocidade. Os saltos são suficientes para cruzar pequenos rios; quando não, nadam com facilidade.

Veado campeiro pastando gramineas e flores
O macho adulto possui galhada com 3 pontas de cerca de 30cm. Perde os chifres no início do inverno, mas até a época de acasalamento (agosto a setembro) eles já estarão crescidos. Anda em pares ou pequenos grupos. Quando percebe algo perigoso, fica com a cabeça erguida, orelhas em pé e imóvel, pronto para disparar em grande corrida.

Possui várias glândulas que produzem cheiros característicos da espécie. Elas se situam na base das narinas, dos tornozelos, abaixo dos olhos e entre os dedos posteriores - esta produz fortes odores que se parecem com suor humano.
Os machos lutam bravamente na disputa pelas fêmeas. Frequentemente nestas disputas seus chifres ficam presos, e os oponentes podem até morrer se não conseguirem se separar.

Onça Jaguatirica

No Brasil, ocorre na Amazônia, Cerrado, Mata Atlântica e Pantanal.

Quando atacado, (pela onça, por exemplo, que é seu maior inimigo) o veado começa a fuga com um salto para o lado; com isso, a fera é obrigada a desviar-se e perder uma preciosa fração de segundo.
Mas, na maior parte das vezes, o veado não tem tempo de fazer valerem seu fôlego e sua velocidade. Quando a onça da o bote de perto, a morte é instantânea.

O período de gestação é de cerca de 210 dias e não é bicho muito prolífero: em geral nasce apenas um filhote por vez e seu tempo de vida é de 10 a 30 anos.
Caçado diariamente, sobretudo pelo homem, o Veado Campeiro passa boa parte de sua vida correndo para sobreviver. Os chifres são pouco mais que ornamento, armas inúteis para uma presa tão tímida, com um inimigo tão decidido.

Veja também mais uma espécie de veado  - Veado catingueiro - clicando na imagem abaixo.

.


.

14 comentários:

  1. Lindinho ele!! E acho que por isso os caçadores gostam de expor suas carcaças presas como troféus em paredes. Vejo muito em decoração e acho muito triste! Quando viajei pela serra da canastra, vi alguns deles. O Guia nos disse que era um animal em extinção :( Beijus

    ResponderExcluir
  2. Preciosas fotos de los anim,alitos , saluddos.

    ResponderExcluir
  3. Coitadinho, como você disse, o que podem seus chifres contra as espingardas dos seres humanos...é realmente um problema, como impedir a caça clandestina se o pais é tão vasto? Seria necessário uma conscientização da população no sentido de protegê-los.
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  4. o que um animal deste fez para sofrer tanha crueldade que nos seres "racinais" empomos a esta especies e outras?!!. com certeza nada!!! nos que somos inrracionais em imaginar que nao nos faram falta .
    abraçooo

    ResponderExcluir
  5. Eu gostei muito desse saite para pasquisar ;)) =))

    ResponderExcluir
  6. É interessante que nos países onde a caça é liberada e regulamentada os animais existem em abundância...aqui que é proibido acaba não havendo fiscalização e todos os nossos cervideos estão sendo extintos. Precisamos fazer uma campanha pela liberação da caça regulamentada!!!

    ResponderExcluir
  7. Concordo com o Rafael, se houvesse um estudo sério de populações, com determinação de temporadas e regulamentação da atividade a caça seria sim uma atividade aliada à conservação de especies, basta ver como funciona em diversos paises.

    ResponderExcluir
  8. ~x( :-t b-( :-L x( =))

    ResponderExcluir
  9. Prezados Eng. Agr. Rafael Salerno e Sr Valdez
    As sociedades primitivas usavam da caça para sua sobrevivência, mas com sua evolução não acredito que esse ato seja necessário já que o homem dos nossos tempos domina a criação de animais domésticos para o consumo de sua carne como alimento.
    Há os que nos dias de hoje mantém esse reflexo rudimentar como necessidade de se divertirem ao ver um animal silvestre tombar sob o efeito de uma arma, eles não tem consciência e nem questionam se esse animal tem alguma importância na cadeia alimentar ou se estão prejudicando os ecossistemas naturais e nem tampouco se estão eliminando uma fêmea que ainda alimenta seus filhotes.
    Não sou a favor da caça de animais da fauna silvestre em seu habitat a não ser que eles sejam confinados para criação sob controle, já que muitos apreciam sua carne vista com "exótica"
    Este é meu ponto de vista.
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Anônimo
    É esse mesmo o sentimento de revolta e perplexidade por tais procedimentos. Incrível ver que o homem considerado um ser dotado de inteligência superior seja um predador da natureza, já não bastasse seus predadores da mesma espécie.
    Isto é: com os animais é uma questão de sobrevivência.

    ResponderExcluir
  11. isso a jente deve preservar

    ResponderExcluir
  12. maneirohh esse site ,serviu muito para minha pesquisa ;;)

    ResponderExcluir
  13. veado campeiro huuuuuuuuuuuuuu

    ResponderExcluir
  14. Caros amigos!
    Todos que comentaram este post são contra a caça, mas vamos refletir, nos Estados Unidos, Canadá e em quase toda a Europa a caça é permitida, mas não a moda loca, la existem temporadas de caça e como aqui no Rio Grande de Sul, não são todos que podem caçar, os caçadores tem que ser associados a clubes de caça e tiro. A grande maioria dos caçadores não quer exterminar as espécies ao contrario do que todos pensam, o caçador quer continuar caçando durante toda a sua vida, desta forma não teria o porquê ele exterminar as espécies, o que ocorre no Brasil hoje é a caça clandestina, onde não se tem o controle de quantos animais são mortos e nem de quantos se tem ainda. Por isso acho que se a caça no Brasil fosse liberada em temporadas nas quais não prejudiquem a época de reprodução dos animais, fosse especificando o tamanho mínimo do animal e os caçadores fossem licenciados, a nossa fauna poderia se recuperar, mas para isso acontecer temos de ter a conscientização das duas partes. Para esclarecer o único estado em que a caça é permitida e legal é o Rio Grande do Sul, sendo que o único animal que podemos Caçar é o javali, que virou uma praga por aqui.

    ResponderExcluir

Obrigada por sua presença no Caliandra do Cerrado.
Espero que esse espaço tenha sido útil para você. Os artigos apresentados são frutos de pesquisas e informações colhidas na web, artigos acadêmicos, livros que após um estudo coerente entre as informações que mais se igualam sobre os temas, são selecionados para as postagens.
.

Fique a vontade e se puder deixe seu comentário. Um abraço

Elma