Árvore-do-chá


Esse arbusto fica no final da rua onde moro. É a Malaleuca. Dizem que ela veio da Austrália para o Brasil.
Tem a florada no inverno, suas flores perfumadas atraem as abelhas e no centro oeste do Brasil, está em plena floração.
Conhecida como tea tree, árvore de chá, óleo de malaleuca, e seu óleo essencial é retirado das folhas.

Árvore-do-Chá é um arbusto pertencente ao género Melaleuca, também conhecido como "mirto-de-mel", dos quais incluem as espécies M. alternifolia e M. leucadrendron. Ambas as variedades são utilizadas na medicina, apesar do seu nome, não têm qualquer relação com o que comumente conhecemos como chá.


Tive a curiosidade de mastigar a folha que tem um perfume e sabor que lembra o eucalipto - (Eucalyptus), porém mais forte. É saborosa e nota-se a presença do óleo que permanece impregnado na boca por várias horas.


Do gênero Myrtus Tonnef, por sua vez, do latim myrtus; alguns sugerem do grego myrtos - perfume - devido ao aroma exalado pelas flores. Seu poder de cura foi descoberto com os aborígines que viviam na Austrália; observou-se que quando se banhavam em um lago onde havia essas árvores em sua margem, muitas infecções eram curadas, porque as folhas caiam no lago e o óleo se soltava "nutrindo" . Contém propriedades bactericida, anticéptica, cicatrizante e fungicida.
Entra na composição de sabonetes, pomadas e pós-anticépticos e antimicóticos.

tronco_maleleuca-Tea_Tree
Tronco da Árvore-do- Chá (Tea Tree) - Maleleuca
Lembra uma árvore de papel e chequei a imaginar que fosse uma espécie do papiro. Se submetido ao fogo, seu tronco queima como uma tocha em virtude de seu teor oleoso. As árvores de meleleuca, não possuem quase praga nenhuma que as afeta, devido seu poder bactericida e fungicida fortes. O tronco da árvore adulta é revestido com uma textura parecida com uma cortiça e sua altura fica em torno de seis metros de comprimento.

Embora os Arborígenes australianos o utilizassem desde tempos remotos, oficialmente só foi registado na década de 1920, quanto as análises efetuadas revelam enorme eficácia deste óleo. Durante a Segunda Guerra Mundial, os soldados australianos usavam-no como desinfetante.

Fotos:Elma Carneiro

.

15 comentários:

  1. Que árvore bonita, imponente! Acho que já tive o prazer de usufruir de seu perfume em Brasília. Mas não sabia de suas propriedades medicinais.Que aula, hein amiga; você é "fogo na canjica", como dizemos por aqui. As fotos estão maravilhosas! Tens o privilégio de ter uma bem pertinho de ti!?
    Uma árvore dessas não tem preço.Bem que gostaria de uma por aqui...rsss
    Parabéns por mais esta bela postagem
    Bjim

    ResponderExcluir
  2. Preciosas imagenes saludos y abrazos.

    ResponderExcluir
  3. Quanta informação interessante eu aprendi através desse texto Elma! Parabéns!!!
    Olha para lembrar o ECOLOGICAL DAY, fiz uma postagem sobre o tema! A Geórgia também fez!
    Vi uma notícia muito interessante sobre um filhote de panda-vermelho que nasceu no Zoo do Canadá e gostei tanto da foto que resolvi publicar...
    Passa lá para ver!!!
    No meu blog Vidas Linha!

    Bjão

    ResponderExcluir
  4. Além de ornamental esta árvore tem todas estas propriedades medicinais, que beleza! Já a conhecia de nome e de fotos, mas este teu post tão completo me deu um panorama geral de todas as suas propriedades, merci beaucoup!
    Um grande beijo.

    ResponderExcluir
  5. lindas suas fotos...amei!!!

    dá uma olhadinha no meu blog, tem selinho p vc lá.

    bjocas.

    ResponderExcluir
  6. Elma,
    Adorei esse post com as fotos e as explicações detalhadas desta árvore linda! Aqui no meu vizinho há uma e tocar no seu tronco macio, é muito curioso, parece que estamos apertando uma cortiça. As flores também são muito delicadas.

    Obrigada por sua participação no Ecological Day. O Mister Linky não fez a menor falta (risos).

    Fico feliz por você estar gostando do "O Que é Velhice". Fico aguardando o seu comentário.
    Beijos e um ótimo final de semana.

    ResponderExcluir
  7. Elma, passei para te agradecer pela foto da tua sombra, que bela composição ela formou, eu a integrei ao diaporama, com teu nome, tá?
    Estou blogando em "marcha lenta", mas passarei sempre que puder.
    Um grande beijo e uma boa semana para você.

    ResponderExcluir
  8. Amei as fotos.
    A natureza é muito linda.
    A árvore-do-chá é um amor.
    Coisa fofa !
    É sempre bom ler sobre coisas boas.
    Ainda mais no fim de noite.
    Elma,
    obrigada pelas suas palavras no meu blog.
    Claro que lembro de você.
    Sim, preciso visitar sua caixa de segredos.
    Eu vou.
    É que fiquei encantada com as árvores....e aí, parei aqui.
    Grande beijo !

    ResponderExcluir
  9. Sempre que venho te visitar enriqueço os meus conhecimentos. Suas postagens são belas, são uma verdadeira aula. Parabéns.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. onde posso encontrar essa arvore, ela pode ser encontra no sul ,precisamente em Curitiba???

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde!
    Tenho em meu jardim uma arvore que até presente momento não sabe nada sobre ela, agradeço a vc por ter me dado a oportunidade de conhecer um pelo almenos um pouco, mas aproveitando a oportunidade, será que poderia me informar como eu faço para obter mudas a partir da arvore em meu jardim?
    Osnei Alves.

    ResponderExcluir
  12. Tenho duas mudas dessa árvore, achei ela interessante!

    ResponderExcluir
  13. Encontrei uma árvore dessa, Para mim foi uma surpresa, Não conhecia, Achei bem interessante, Pesquisando na Internet achei esta página com a planta que eu tinha encontrado, Sou apicultor e tenho interesse nessa planta por que é muito visitada pelas abelhas, Vou plantar algumas dessas plantas no meu apiário.

    ResponderExcluir
  14. Gratidao pela materia maravilhosa sobre a Arvore da Malaleuca. Prtetendo tentar uma muda. Estou neste momento buscando saber como fazer uma muda dela para ter em meu espaço. gratidao

    ResponderExcluir

Obrigada por sua presença no Caliandra do Cerrado.
Espero que esse espaço tenha sido útil para você. Os artigos apresentados são frutos de pesquisas e informações colhidas na web, artigos acadêmicos, livros que após um estudo coerente entre as informações que mais se igualam sobre os temas, são selecionados para as postagens.
.

Fique a vontade e se puder deixe seu comentário. Um abraço

Elma