As queimadas no Cerrado

.
 descargas atmosféricas provocam o fogo
Queimadas naturais iniciadas por descargas atmosféricas são eventos comuns em várias regiões do mundo. Elas fazem parte da dinâmica desses ecossistemas e já foram bem estudadas e documentadas em outros países. No Brasil, há evidências de que queimadas naturais são frequentes no Cerrado, contudo elas permanecem praticamente desconhecidas da ciência.

Vegetação do Cerrado

A vegetação se compõe de arbustos e pequenas árvores com troncos tortuosos, casca e folhas grossas, típica de climas secos. Entretanto, não há falta de água na região. Encontra-se um grande lençol de água a cerca de 20 metros de profundidade no solo. Para buscar essa água, as árvores da região desenvolvem longas raízes .
.
casca grossa (súber) do  tronco da árvore do Cerrado
A espessa camada de súber (tecido formado por células mortas) que envolve troncos e galhos no Cerrado é outra característica interpretada como uma adaptação ao fogo. Agindo como isolante térmico, o súber impediria que as altas temperaturas das labaredas atingissem os tecidos vivos mais internos dos caules.
Súber espêsso: o súber ou cortiça é um tecido vegetal de proteção, presente ao redor de caules e raízes de plantas que cresceram em espessura.

O fogo no Cerrado é considerado um distúrbio natural e integrante de sua dinâmica, e as queimadas naturais podem ser importantes para a manutenção dos processos ecológicos e da biodiversidade, sobretudo nas unidades de conservação (UC).
.
Porém, quando esse fogo é provocado por ação indiscriminada de pessoas torna-se maléfico tanto para as matas como para o ambiente. O fogo em alta frequência tende a favorecer as fisionomias mais abertas, acabando drasticamente com a vegetação e favorecendo o aparecimento de campos onde há espécies que florescem e frutificam em abundância após as queimadas diminuindo a biodiversidade e influenciando na manutenção de importantes refúgios para a fauna urbana.
.
As queimadas naturais, provocados por raios, geralmente ocorrem na transição seca-chuva. Mas estas queimadas não chegam a atingir grandes áreas, pois a chuva posterior impede o desenvolvimento de incêndios de maior magnitude.

Cerrado: a fênix entre os biomas

Suas árvores retorcidas e campos não só resistem às queimadas naturais, como tiram daí sua força. E explodem em flor depois do fogo. Troncos negros, por fora carvão. E flores de todas as formas e cores.
O cerrado é a fênix entre os biomas. Renasce das cinzas numa rapidez impressionante, adaptado ao fogo em poucos dias já começa a brotar o verde e as flores.

Após a queimada, as plantas crescem com um vigor renovado.

Qeimadas no Cerrado -A plantas renasces logo após as queimadas.
Como as plantas não podem fugir do fogo, claro, elas são queimadas.
Todavia, a flora do cerrado evoluiu junto com as queimadas naturais provocadas pelos raios e assim, ao longo dos milênios, adaptou-se a este fator ambiental natural. Uma semana depois de uma queimada muitas plantas já estão rebrotando com grande vigor.

Logo após uma queimada, com o ressurgimento de flores, há imensa disponibilidade de néctar e pólen, um verdadeiro banquete para muitos insetos. Algum tempo depois, com a polinização facilitada por esses agentes, essas flores produzirão frutos e sementes que servirão de alimento para muitos outros animais. Por isso, algumas espécies – como a ema e o veado-campeiro – aparecem em grande quantidade, atraídas pela farta disponibilidade de alimento.
.
O veado campeiro se beneficia com as queimadas
Apesar das intempéries, o veado campeiro se beneficia com as queimadas

Sem dúvida, em um incêndio incontrolável muitos animais morrem carbonizados, seja porque são lentos (tamanduá, por exemplo)
Sendo um dia não muito quente e sem vento, o fogo avançaria lentamente, dando tempo aos animais para fugirem para áreas vizinhas, do outro lado do aceiro, esconderem-se em buracos de tatú, procurarem áreas alagadas, rios etc, onde o fogo não se propaga.

Texto adaptado conforme dados de pesquisas e fotos colhidas na web

.
Veja a característica morfológica das árvores do Cerrado clicando na imagem abaixo

.



.

11 comentários:

  1. Legal! Estou dentro!

    Abração
    Gabriel Dread

    ResponderExcluir
  2. Só espero que o mundo não acabe! Muito boa a postagem! Um show! Vamos respeitar mais a natureza. Beijo

    ResponderExcluir
  3. Ótima postagem como sempre, Elma! Texto e fotos muito informativos!

    Como moro numa região de cerrado, vejo muitas vezes as árvores pegarem fogo. Hoje mesmo, vindo para minha casa, avistei ao longe um rolo de fumaça que estava sendo espalhado pelo vento. Chegando mais perto, vi que mais um pedaço do cerrado estava em chamas. Não sei se o fogo foi provocado ou a queimada era natural... De qualquer forma, fico triste ao ver o verde virar carvão, mesmo que depois de alguns dias ele retorne, como uma fênix, como tão bem escreveu você.

    Obrigada mais uma vez por hospedar o Ecological Day brilhantemente! Veja que curioso, estamos em sincronia, pois sem combinarmos, também escolhi falar de árvores.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns!
    Suas postagens sempre nos trazem ricas informações. Gosto de vir aqui para aprender e admirar a beleza das suas fotos.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Elma, this is an excellent post for the Ecological Day! I have enjoyed your very fine images and text.
    Have a great weekend!

    ResponderExcluir
  6. Maravilhoso! A natureza renascendo das cinzas, a vida reencontra sempre o seu caminho...e com flores!
    Parabéns e um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Oi Elma,

    é um prazer enorme participar dessa coletiva ecológica!

    Suas imagens são extraordinárias
    e nos faz refletir,

    iniciativas como esta deveriam
    ser mais comuns na blogosfera, vc não acha?!

    Penso que a partir das nossas
    consciências mudadas poderemos
    efetivamente fazer alguma coisa
    concreta,

    Aplaudo seu entusiasmo e a participação de todos!

    ResponderExcluir
  8. Oi Elma, antes de mais nada agradeço a visita em meu blog e pelas palavras carinhosas e quanto a partipação no Ecological Day, quem tem que agradecer e parabenizar sou eu pela ótima iniciativa, todos deviam seguir e pensar dessa forma e no que anda fazendo no mundo. Amei sua postagem pude conhecer um pouco sobre o cerrado que confesso não sabia muito a respeito. As queimadas, os desmatamentos que acontecem na Amazônia fruto de atos criminosos são responsáveis por 25% do CO2, causa do aquecimento global e por isso o Brasil é o 4º país no ranking dos "colaboradores" ou melhor dizendo responsável pelas mudanças climáticas no mundo. Beijos e parabéns pelo excelente espaço.

    ResponderExcluir
  9. Elma, obrigada pelos links, é uma honra ser citada nestes teus espaços maravilhosos. Eles também já estão entre meus favoritos, fui conhecer o Espaço das Artes e gostei muito.
    Um grande beijo e parabéns a você e à Sonia pela excelente coletiva.

    ResponderExcluir
  10. Elma, vendo essas fotos do cerrado retorno inevitavelmente ao meu tempo de criança. É saudosismo? Não. Saudade mesmo. Eu devia ter uns oito ou nove anos de idade, época em que nos fogões se usava lenha... O vendedor vinha com a carroça...
    Não vou contar mais nada. Vou é fazer um post sobre isso a qualquer ora dessas. E aproveitando a sua licença que certamente me será concedida, usarei uma das bonitas cenas das queimadas e das flores que nascem das cinzas que postou aqui. Meus parabéns.
    Um abraço. Feliz final de semana.

    ResponderExcluir
  11. Maravilhosas flores do fogo... Ao homem é dado o poder do fogo, a Deus o renascer da vida, a beleza das flores...
    Estou dentro tb...

    ResponderExcluir

Obrigada por sua presença no Caliandra do Cerrado.
Espero que esse espaço tenha sido útil para você. Os artigos apresentados são frutos de pesquisas e informações colhidas na web, artigos acadêmicos, livros que após um estudo coerente entre as informações que mais se igualam sobre os temas, são selecionados para as postagens.
.

Fique a vontade e se puder deixe seu comentário. Um abraço

Elma